11/8/2017 11:43

Achei! "Kanu do Fla" inicia aventura na Noruega e lembra drama com desemprego

Darlan surgiu no Flamengo batizado com nome do atacante nigeriano algoz do Brasil, rodou por clubes pequenos e agora tenta a chance da vida no país nórdico para ajudar a mãe

Achei! Kanu do Fla inicia aventura na Noruega e lembra drama com desemprego

As passadas largas, o jeito franzino e os 1,92 m de altura fizeram com que Darlan não passasse despercebido durante o seu início como profissional do Flamengo. Em 2014, o jovem da comunidade do Cantagalo, no Rio de Janeiro, ganhava a oportunidade de subir ao time profissional graças ao atual técnico interino rubro-negro, Jayme de Almeida. Logo de cara, foi batizado com o apelido de Kanu, em referência ao ex-atacante nigeriano, algoz da seleção brasileira na Olimpíada de 1996, em Atlanta, nos EUA.



- Na minha subida para o profissional, os meus ex-companheiros me receberam super bem. Quem me deu o apelido de Kanu na época foi o Alecsandro, o centroavante (risos). Na parte da brincadeira, foi super tranquilo, apesar do Kanu não ter muito a ver comigo, né? Mas eu levei numa boa (risos) - recorda hoje Darlan, aos 23 anos.



Homem de área, de boa estatura e magro, Darlan chegou aos profissionais do Flamengo após se destacar no Brasileiro sub-20 de 2013. Integrou o elenco profissional e chegou a receber uma oportunidade no time de cima. De lá para cá, encarou empréstimos - ASA e Ituano -, foi dispensado do Fla e, após defender o Olaria na Segundona do Rio deste ano, iniciou a primeira chance fora do país para defender o Arendal, da Segunda Divisão da Noruega.

- Estou focado em fazer uma boa temporada aqui e renovar o meu contrato. Quero ajudar minha família, minha mãe, meu pai, meus irmãos e minha querida filha. Só tenho que agradecer a Deus pela vida da minha mãe, por ser uma guerreira como ela é. Acorda todos os dias às 5h da manhã para ir trabalhar e botar comida para a gente comer. Quando eu estava sem clube, há pouco tempo atrás, eu a via acordando e saindo no escuro para trabalhar. Isso me deixava super triste, me batia um aperto no coração, uma vontade de chorar. Então, estou aqui na batalha pela minha família - afirma Darlan.



Ligação com a Noruega e período curto no Flu

Ainda jovem, Darlan deu os primeiros passos no futebol no projeto social Karanba, fundado por um norueguês no Rio de Janeiro, em 2007. Em 2009, chegou a visitar o país nórdico pela primeira vez para um torneio, onde acabou campeão. Um ano depois, iniciou a carreira como profissional no Serra Macaense-RJ e, em seguida, chegou à base do Fluminense, onde ficou por apenas seis meses. E conta o motivo.

- Depois de passar no teste, eu assinei um contrato de apenas seis meses, mas não fui muito bem, fiz algumas besteiras por lá e o meu contrato não foi renovado.

Período no Fla
Darlan chegou ao Flamengo em 2013 e terminou o ano como artilheiro rubro-negro no Brasileiro sub-20. Também foi campeão do Torneio OPG e marcou gols nas finais contra o Botafogo. Teve somente uma chance nos profissionais no Carioca de 2014, na vitória por 1 a 0 contra o Volta Redonda - entrou no segundo tempo no lugar do meia Rodolfo.



Foi uma emoção única na minha vida. Quando eu entrei em campo, passou um filme na minha cabeça, de tudo que eu passei para chegar naquele momento mágico. Agradeço muito ao Jayme de Almeida pela oportunidade. Mas eu acho que faltaram mais oportunidades no time profissional, mais sequência de jogos para mim - lamenta.

Desânimo e os planos para o futuro
Após deixar o Flamengo e rodar por equipes menores, Darlan afirmou que chegou a pensar na aposentadoria precoce durante o período em que ficou desempregado. Mas tudo mudou com a oportunidade ímpar de atuar no futebol norueguês.

Com a nova vida na cidade de Arendal, que conta com cerca de 40 mil habitantes na região de Sørlandet, "Kanu" está se adaptando ao país e já até estreou pelo clube que leva o nome do município no último fim de semana. Agora, conta os minutos para poder ajudar a família, em especial, dar uma casa própria para a mãe, que mora no Cantagalo.



- Fiquei bastante tempo sem clube, já estava até pensando em desistir do futebol. Mas, graças a Deus, que eu conheci o meu empresário, o Thiago Rocha, que agora me deu a oportunidade de voltar a jogar futebol profissional novamente. Meu maior sonho é dar uma casa própria para mãe. Não vejo a hora de tirá-la do aluguel, isso já está me incomodando demais, ver minha família nesta situação. Mas, enfim, tudo vai dar certo. Deus está no controle das nossas vidas.

17367 visitas - Fonte: Globo Esporte


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Valmor Pereira     

wbiratam tu es flamengo de onde que não acompanha a base

João Pc     

OLA PESSOAS E DESBLOQUEIO TODO OS CANAIS DE TV PRO ASSINATURA. REDUZIMOR FATURA DE QUELQUE LUGA DO BRASIL SKY. NET TV CLARO TV. Oi TV. TV VIVO INTERESSADOS ZAP 88 98420902

Wala Machado     

deus vai te da a vitória mais uma coisa nunca dexista de seus sonhos ...

Esse moleque tem futuro.Lembro dele com certeza...Boa sorte Darlan.

Samuel Santos     

boa sorte Deus u ilumine

Arinaldo Alves     

então vc não assiste futebol seu imbecil.

Gabriel Santos     

OLÁ VOCÊ DE TODO BRASIL QUE TEM TV POR ASSINATURA E TEM POUCOS CANAIS E PAGA CARO.
NÓS TEMOS A SOLUÇÃO
LIBERAMOS OS CANAIS E REDUZIMOS A FATURA
INTERESSADOS ZAP 11980799494

Wbiratan Santos     

nunca ouvi falar

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Quinta - 21:00 - Luso Brasileiro - .
Flamengo
Bahia

Último jogo - Brasileiro

Domingo - 17:00 - Índio Condá
Chapecoense
0 1
Flamengo

Classificação