18/1/2013 11:32

Estaduais têm descaso de tropa Libertadores, Santos atrás de recorde e Fla em 'era humilde'

Estaduais têm descaso de tropa Libertadores, Santos atrás de recorde e Fla em era humilde

Sem o charme de décadas atrás, quando mobilizava paixões de torcedores dos times tradicionais, os principais campeonatos estaduais do Brasil esquentam a partir deste final de semana, com o começo de disputa em estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Em segundo plano na estratégia de 2013 de algumas forças, aquelas que dividem atenção com a Libertadores, os torneios ganham um empurrão político graças às mudanças de calendário definidas pela CBF no último ano. Assim, conseguem acolher metas particulares de grandes como Santos, Flamengo e Cruzeiro.

A particularidade que incide sobre os estaduais deste ano se dá com a mudança da Copa do Brasil no calendário nacional. Estendido, torneio nacional agora tem sua largada apenas em abril. Isso significa que clubes que não estão na Libertadores terão que se se dedicar exclusivamente à disputa em seu estado por cerca de três meses. Querendo ou não, viverão um cenário de prioridade doméstica.

Entre os times que encaram o Estadual como prioridade no primeiro semestre está o Santos. Reforçado de Montillo e Marcos Assunção, a equipe tenta uma façanha histórica, que nem o time de Pelé foi capaz de arrematar nos anos 60. Nunca um clube conseguiu vencer o centenário Paulistão em quatro anos consecutivos [o Paulistano conseguiu o feito antes da unificação da Liga Paulista com a Associação Paulista, antes de 1920].

No Rio de Janeiro, o Flamengo inicia a era Eduardo Bandeira de Mello justamente com o Estadual. O novo presidente chegou com a missão de colocar a casa em ordem do ponto de vista administrativo, com a herança de dificuldades deixada pela gestão Patrícia Amorim, mas precisa de uma boa impressão em âmbito doméstico para ter tranquilidade no trabalho de recuperação. De quebra, os rubro-negros também esperam defender a hegemonia local de taças (31 títulos, contra 30 do Flu).

Em campo, o trabalho não será fácil para o time de Dorival Júnior. O clube perdeu dois de seus principais jogadores da última temporada – Vagner Love e Wellington Silva – e tem dificuldades no mercado para repor as peças. O volante Elias e as apostas Gabriel e João Paulo são as esperanças para o Estadual.

À espera da Copa do Brasil, o Botafogo também encara o Estadual como prioridade. O técnico Oswaldo de Oliveira acredita que um eventual título no Rio pode turbinar a confiança do time de Seedorf e companhia para as missões maiores da temporada.

Em dificuldades financeiras, o Vasco também vê o Estadual com carinho, especialmente pelo fato de não levantar a taça há dez anos.

No Rio Grande do Sul, mesmo fora da Libertadores, o Inter também encara o Estadual como laboratório para a sequência da temporada. Os meses de Gaúcho devem servir para que o técnico Dunga modele a cara colorada para ambições maiores no ano.

2469 visitas - Fonte: UOL


VEJA: Al Hilal oferece R 45,6 milhões à vista por Michael e balança o Flamengo

CONFIRA: Flamengo estima economia próxima a R 30 milhões em 2022 com saída de jogadores
















Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Carioca

Quarta - 12:00 - Maracanã - Record
Flamengo
Portuguesa-RJ

Último jogo - Brasileiro

Quinta - 21:30 - Arena do Dragão
Atlético-GO
2 0
Flamengo