5/8/2022 13:50

OPINIÃO: Flamengo contrata e esvazia DM, mas ainda perde do Palmeiras na psicologia

OPINIÃO: Flamengo contrata e esvazia DM, mas ainda perde do Palmeiras na psicologia

Com as vitórias recentes, incluindo a que encaminhou a classificação para a semifinal da Libertadores, as pautas sobre o futebol do Flamengo ficam todas positivas. Na crise parece tudo errado, incluindo "dossiês" que empilham problemas, alguns escondidos que nasceram justamente na fase em que a bola estava entrando.



Normal, é assim em todos os clubes. É assim que o jornalismo atual funciona. A diferença é que no Flamengo a repercussão é maior, por lidar com a maior torcida do Brasil, espalhada no país todo.


LEIA TAMBÉM: "Avaliado em R 537 milhões"; Newcastle não para em Paquetá e fica encantado por meia do Flamengo


O noticiário também fica movimentado pelas contratações. Everton Cebolinha, Arturo Vidal, Erick Pulgar, Guillermo Varela e a expectativa pela liberação de Oscar para um empréstimo de pelo menos quatro meses do Shanghai Port e o difícil acerto com a Udinese para ter o volante Walace.

Vidal já deu boas respostas em campo, Cebolinha ainda parece um pouco travado, procurando seu espaço pela esquerda do ataque e os demais são incógnitas. O rubro-negro mais consciente vai lembrar da ansiedade pelo acerto e a euforia com o anúncio oficial de Andreas Pereira, que realmente em tese parecia um grande reforço. Mas nunca há garantias.

Se no campo tudo é muito subjetivo, na Ciência as coisas ficam mais palpáveis. No movimento de remontagem do departamento de futebol depois da saida de Paulo Sousa e sua comissão técnica, o clube contratou Michael Minthorne, que era consultor da EXOS, responsável pela implementação do Centro de Excelência em Performance, e agora é coordenador científico responsável por gerenciar a área de preparação física e fisiologia.

Também o o fisiologista Tadashi Hara, que estava no Athletico e era considerado peça chave no estafe do time paranaense. É claro que as lesões no futebol também envolvem pancadas, traumas e outras consequências naturais de um esporte cada vez mais físico, de contato e desgaste. Mas não é coincidência o departamento médico agora estar praticamente vazio, apenas com os problemas que parecem crônicos de Rodrigo Caio e Diego Alves, sem contar a seríssima lesão no joelho direito de Bruno Henrique, que só volta no meio do ano que vem.

Além disso, é nítida a evolução no desempenho físico. Mesmo descontando a utilização recente de dois times, um no Brasileiro e outro nas copas, o elenco rubro-negro está voando. É claro que a parte anímica, aditivada pelas vitórias, e o bom trabalho de Dorival Júnior, que faz a equipe ficar melhor distribuído em campo e "correr certo", ajudam. Mas a presença de profissionais com currículos mais robustos auxiliam no dia a dia a recuperar desempenho. Tão óbvio e ninguém percebia antes?

Assim como parece claro que o preparo mental também é importante. Ou essencial.

Na semana em que o Palmeiras, grande rival nacional do Flamengo nos últimos anos e com mais títulos relevantes, é tão elogiado pela capacidade de recuperação psicológica na adversidade que ajudou a construir a impressionante reação no Mineirão ao sair de um 0 a 2 para um empate com o Atlético Mineiro, é importante lembrar que o clube carioca ainda não conta com um profissional de Psicologia na comissão do futebol profissional.

No Alviverde está lá a Gisele Silva no Núcleo de Saúde e Performance. No Flamengo, o vice de futebol Marcos Braz sempre demonstra incômodo e irritação com perguntas sobre esse tema em coletivas - feitas sempre nos momentos de crise, é claro. Diz que cada um deve procurar um psicólogo de confiança se achar necessário e sempre cita o suporte dado a Michael quando o atleta sofreu com a depressão.

Mas parece evidente que ter alguém no clube para realizar dinâmicas que auxiliem em campo e dar suporte aos atletas em um aspecto fundamental, para que estejam preparados para os vários cenários possíveis dentro de uma partida, especialmente as decisivas e eliminatórias, pode pesar a favor na linha tênue entre vitória e derrota.



Sem tanto investimento em contratações de estrelas, o Palmeiras de Abel vai colhendo os frutos de um trabalho interdisciplinar competente. O Flamengo tem orçamento para se reforçar em todas as frentes e buscar uma hegemonia nacional e na América do Sul. Basta abandonar de vez alguns preconceitos e velhas ideias.

Flamengo, contrata, esvazia, DM, Palmeiras, psicologia

600 visitas - Fonte: Uol


VEJA TAMBÉM
- Últimas notícias do Flamengo: 5 notícias do Rubro-Negro que bombaram hoje (08/08)
- Lyon aceita pagar ‘caminhão’ de dinheiro por Victor Hugo e valores assustam os flamenguistas
- MONTE SUA ESCALAÇÃO! Como você entraria para a partida contra o Corinthians?

VEJA: Negociação por Walace trava, e Flamengo aguarda reviravolta improvável até fim da janela

CONFIRA: Time chinês se despede de Oscar, e jogador fica próximo de acerto com Flamengo















Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

Libertadores

Ter - 21:30 - -
X
Flamengo
Corinthians

Brasileiro

Sáb - 20:30 - Cicero Pompeu de Toledo
0 X 2
São Paulo
Flamengo