23/1/2013 07:21

De Marcos Denner a Nixon: Flamengo enfim volta a Madureira oito anos depois

De Marcos Denner a Nixon: Flamengo enfim volta a Madureira oito anos depois

Não faz tanto tempo assim, mas em 2005 Nixon ainda tinha 12 anos quando Marcos Denner completou a bola para o gol e sacramentou a magra vitória do Flamengo sobre o Madureira, em Conselheiro Galvão. De lá para cá, os rubro-negros nunca mais voltaram ao Estádio Aniceto Moscoso, nome original da casa do tradicional Tricolor Suburbano. Nixon cresceu, apareceu e conseguiu vestir a mesma camisa 10 utilizada por Marcos Denner neste Flamengo que encara nesta quarta-feira, às 16h30, o Madureira pela segunda rodada da Taça Guanabara. Fora de campo, há também um outro paralelo entre as fases: depois de sair de um ano no qual lutou contra o rebaixamento, a diretoria rubro-negra, na época gerida por Marcio Braga, abraçou-se à cartilha de austeridade.

Justamente pela contenção de gastos, Marcos Denner vestiu a camisa 10 do time comandado por Julio César Leal. Época de vacas magérrimas, talvez até piores do que os dias atuais. Verbas de patrocínios e cotas de transmissão de tv não eram assim tão fartas. Atualmente, apesar do freio nos gastos, o panorama é diferente. O time que entra em campo contra o Madureira nesta tem jogadores menos conhecidos por opção. Reforços ainda não foram regularizados, outros jogadores seguem em preparação física. Com pouco tempo de profissional, Nixon deve jogar apenas sua nona partida na categoria.

O cabelo moderno, com direito a moicano, remete aos tempos atuais. O nome, o mesmo do pai e
Alexandre Vidal/Fla Imagem

Nixon usou a camisa 10 contra o Quissamã, na estreia em 2013
igual ao sobrenome do ex-presidente americano na década de 70, Richard Nixon, remete ao passado. Neste encontro, o novo camisa 10 forma sua personalidade. De fala calma, tem facilidade para se expressar e já encara câmeras e microfones com mais naturalidade. Fato raro para quem acabou de vesir a camisa 10. Este peso, porém, ele já conseguiu sentir na estreia no Carioca, diante do Quissamã.

"A dez é uma camisa diferente, na verdade. Até fiquei surpreso no jogo quando vi a numeração, eu não sabia. Todos sabiam que aqui passaram Zico e outros jogadores deram uma história a ela. Procurei ficar tranquilo. É diferente porque quando se fala de camisa dez os outros falam muito. Tentei fazer com que náo atrapalhasse em campo", disse Nixon.

Se oito anos se passaram desde que o Flamengo não pisa em Madureira, o mesmo não se pode dizer de Nixon. As medidas mais reduzidas, a proximidade da torcida e o clube tipicamente suburbano já são conhecidos pelo jogador. Há quatro anos no clube, ele já disputou partidas em Conselheiro Galvão e dá bons conselhos para os companheiros que nunca pisaram no campo do Madureira.

"Achei muito bom quando joguei lá. O campo estava bom para se jogar. Foram duas oportunidades no Carioca de juniores. Em quatro anos de Flamengo joguei duas vezes. O jogo fica mas rápido, o toque de bola também e a gente tem de ter uma posse de bola muito boa. Lá em Conselheiro Galvão tem uma abertura muito grande. Mas você acaba tendo de pensar mais rápido para que as jogadas possam acontecer", explicou Nixon.

As pecularidades do estádio carioca acabaram resultando num problema. Sem refletores, Conselheiro Galvão não pode receber partidas à noite. A constatação do fato veio um tanto quanto tardia e pouco mais de 24 horas antes da partida a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) anteicpou o horário do jogo em 30 minutos. Em vez das 17h, a partida será às 16h30. A justificativa foi, claro, a falta de iluminação e a previsão metereológica, que indica possibilidade nuvens pesadas.

Mesmo panorama de oito anos atrás, quando sob forte chuva Marcos Denner, com a camisa 10 às costas, também em uma segunda rodada de Taça Guanabara, fez um gol da vitória em Conselheiro Galvão de um Flamengo que buscava se reerguer. A história, às vezes, gosta de ser contada mais de uma vez.

Reforços fora e velhos conhecidos no Madureira

Dorival Júnior até tentou, mas as documentações não chegaram a tempo e Elias e João Paulo estão fora da partida contra o Madureira. Felipe Dias será a solução para lateral esquerda, já que Ramon foi expulso contra o Quissamã. No meio, Rodolfo volta a ocupar a vaga. No rival, o Flamengo poderá reencontrar velhos conhecidos: o meia Iranildo, o velho "Chuchu", adorado por Romário em sua época de Gávea, tem chances de jogador, hoje já veterano. No ataque, Jean, autor dos três gols da vitória sobre o Vasco na final do Carioca de 2004, também está no Madureira.

"Eu era muito novo quando eles jogaram no Flamengo. Lembro do Iranildo, do Jean, sim. São jogadores importantes que passaram por aqui, fizeram história", disse Nixon.

FICHA TÉCNICA:
MADUREIRA X FLAMENGO

Local: Aniceto Moscoso (Conselheiro Galvão), no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de janeiro de 2013
Hora: 16h30 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)

MADUREIRA: Márcio, Diego Renan, Zé, Daniel (Vitor Júnior) e Zeca (Lucas); Gilson, Ramon, Rodrigo e Índio (Iranildo); Beto (Derley) e Jean.
Técnico: Alexandre Gama.

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Renato Santos, González e Felipe Dias; Cáceres, Ibson e Rodolfo; Nixon, Hernane e Rafinha
Técnico: Dorival Júnior

2829 visitas - Fonte: ESPN


VEJA: Flamengo planeja compra de clubes pela Europa e pelo mundo

CONFIRA: Patrocinador cobra o Flamengo que atletas joguem de meias levantadas e não tem resposta: Todos somem
















Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Sábado - 19:00 - Maracanã - Premiere
Fluminense
Flamengo

Último jogo - Copa do Brasil

Quarta - 21:30 - Arena da Baixada
Athletico-PR
2 2
Flamengo