Instituto Vini Jr. aplica educação antirracista em escolas desde fevereiro

27/5/2023 04:23

Instituto Vini Jr. aplica educação antirracista em escolas desde fevereiro

Instituto Vini Jr. aplica educação antirracista em escolas desde fevereiro
Professores das escolas públicas do Instituto Vini Jr passaram por capacitação para educação antirracista Imagem: Divulgação / Instituto Vini Jr

Enquanto combate o racismo que tem sofrido na Espanha de forma aguerrida, Vini Jr já tem feito ações efetivas neste sentido no Brasil. Seu instituto, que atende escolas públicas oferecendo ensino através da tecnologia, agora tem aplicado um programa de educação antirracista nas instituições parceiras.

O projeto teve início em fevereiro e já tem sido utilizado em duas escolas municipais: a Cantor e Compositor Gonzaguinha, na comunidade Kelson"s, na Zona Norte (RJ); e na Francisco Benjamin Galloti, na comunidade da Providência, no Centro (RJ).

O programa foi elaborado com o auxílio do professor Allan de Souza, que já tem ampla atuação na área e experiência com oficinas sobre o tema. Inicialmente, o projeto tem sido aplicado apenas para professores, diretores e funcionários das escolas, para que eles sejam multiplicadores e estejam preparados para lidar com as questões de racismo com as crianças.

Os pontos e a metodologia do programa foram definidos após intenso debate interno no Instituto Vini Jr, assim como materiais utilizados, onde houve consultorias a especialistas e referências a autores.

As apostilas utilizadas abordam temas delicados, como a possibilidade de solidão da criança negra e o racismo recreativo, algo que pode ser identificado na rotina das escolas.

"A gente trabalha essa questão desde sempre, e a chegada do Instituto Vini Jr serviu para reforçar isso, para ajudar a ter um outro caminho nessa nossa luta. Encontramos, desde muito novos, crianças que não se reconhecem negras, que já têm falas preconceituosas do dia a dia", declarou ao UOL a professora Alinne Ribeiro Lima, da escola municipal Francisco Benjamin Galloti, na comunidade da Providência (RJ), complementando:

"E o instituto chegou com essa temática e vem nos auxiliando muito. A formação sobre o antirracismo foi uma coisa que esclareceu muito, nos ajudou a passar aos nossos alunos sobre os conceitos e as nossas falas no dia a dia".

O Instituto Vini Jr. foi fundado em julho de 2021 com o objetivo de oferecer ensino através de tecnologia e com uma linguagem esportiva. As instituições escolhidas possuem um indicador "médio-baixo", que leva em consideração as características dos indivíduos em relação à sua renda, ocupação e escolaridade.

O projeto criado chama-se "CT Base (Centro de Tecnologias Educacionais Base)", que consiste na aplicação do ensino através de um aplicativo e com o fornecimento e utilização de tablets, smartphones, laptops e TV"s, além de obras de infraestrutura com a temática de futebol e de Vinícius Júnior.

O aplicativo utilizado chama-se "Base", que consiste num software educacional desenvolvido pelo Instituto Vini Jr. e totalmente referenciado pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Os professores passam por cursos de capacitação para aplicar a metodologia do ensino, que contempla as disciplinas Português, Matemática, Ciências, História e Geografia.

"Esse aplicativo é bem dinâmico. Eles vão respondendo as perguntas e passando de fases, como se fosse mesmo um campeonato de futebol. Se acertar, aparece um bonequinho do Vini Jr comemorando um gol. Se errar, aparece o boneco dizendo "na trave". Eles amam, porque essa geração é da tecnologia. A questão do lúdico também, as imagens dos movimentos...Então, para eles é ótimo, eles adoram", destaca ao UOL a professora Mariana Carlos Alves, da escola municipal Visconde de Sepetiba, em São Gonçalo (RJ).

A escolas municipais já contempladas pelo Instituto Vini Jr. são: Cantor e Compositor Gonzaguinha, na comunidade Kelson"s, na Zona Norte (RJ); Francisco Benjamin Galloti, na comunidade da Providência, no Centro (RJ); Paulo Reglus Neves Freire, em São Gonçalo (RJ); Visconde de Sepetiba, em São Gonçalo (RJ); e na Doutor Afonso Pena Júnior, em Rio Preto (MG).

A escola quilombola Lydia Sherman, em Armação dos Búzios (RJ), ganhou um concurso promovido pelo Instituto Vini Jr em dezembro do ano passado e também será presenteada com um CT Base.

296 visitas - Fonte: UOL


VEJA TAMBÉM
- GERSON OU DE LA CRUZ? Tite fala sobre a briga pela titularidade no meio de campo do Mengão
- Eugênio Leal critica Palmeiras e Flamengo por postura
- Palmeiras e Flamengo não correspondem às expectativas no confronto, avalia Mauro Cezar.




Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

Libertadores

Qua - 21:30 - -
X
Flamengo
Palestino

Carioca

Dom - 17:00 -
1 X 0
Flamengo
Nova Iguaçu