18/2/2013 18:44

Vice-presidente do Fla Gávea pede renúncia e política do Fla se agita

José Carlos Dias, ligado a Márcio Braga, pediu a demissão do gerente geral Clément Izard, não foi atendido e o presidente Eduardo Bandeira de Mello resolveu manter o funcionário

Vice-presidente do Fla Gávea pede renúncia e política do Fla se agita

José Carlos Dias renunciou ao cargo de vice-presidente do Fla Gávea. Ligado ao grupo político do ex-presidente Márcio Braga, Cheirinho, como é conhecido, pediu a demissão do gerente geral Clément Izard e não foi atendido pelo presidente Eduardo Bandeira, que pediu para o funcionário não assinar a dispensa antes da reunião desta segunda-feira com os vice-presidentes. A decisão aconteceu no fim desta tarde e pode agitar a política do Flamengo logo no início da gestão do grupo de executivos.

Pessoas próximas a José Carlos Dias reconhecem que um dos motivos foram os desencontros administrativos, mas amenizam a saída do dirigente no início da gestão relatando que também foi por motivos de ordem pessoal.

José Carlos Dias teria enviado um comunicado ao Conselho Diretor do Flamengo no qual afirma que não trabalharia mais com Clément e que a diretoria do clube teria de escolher com qual dos dois pretende ficar daqui para frente. Segundo relatos, Clement mostra arrogância com funcionários e não respeita a hieraquia do Flamengo. Estes foram os principais motivos para a decisão de Dias. Mesmo assim foi mantido pela diretoria.

A reportagem do LANCE!Net não conseguiu contato com José Carlos Dias para falar sobre a decisão.

CLÉMENT IZARD TERIA SIDO AGREDIDO POR CACAU COTTA NO ENGENHÃO

O ex-vice do Fla Gávea, Cacau Cotta, é acusado de agredir o atual gerente geral do Fla Gávea, Clément Izard. A confusão teria acontecido durante o clássico entre Flamengo e Botafogo, domingo passado, no Engenhão. Inclusive, Cacau Cotta, que é sócio-proprietário do Rubro-Negro desde 2009, foi suspenso por 30 dias pelo clube devido a suposta agressão, enquadrado no artigo 60 no Estatuto do Flamengo.

O motivo da agressão, segundo nota divulgada pelo Flamengo através do site oficial, seria a insatisfação de Cacau Cotta pela demissão de sua irmã, ex-funcionária do Rubro-Negro, no início do ano. Clément Izard confirmou o ocorrido em contato com a reportagem, mas não quis dar maiores declarações por orientação da diretoria do clube.

Por sua vez, Cacau Cotta não quis comentar sobre o incidente até que o Clément Izard fale sobre o caso.

– O ônus da prova é de quem acusa. Não irei falar sobre uma hipótese. Quando o Clément der a versão dele, irei me pronunciar sobre o assunto, já que caso eu fale algo, posso ser leviano – afirmou o ex-dirigente.

O L!Net tentou entrar em contato com os responsáveis da 26ª Delegacia de Polícia, onde o caso foi registrado, mas as ligações não foram atendidas até o fechamento desta reportagem.
Confira abaixo a nota oficial do Flamengo sobre a suspensão de Cacau Cotta:

"O presidente do Clube de Regatas do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, assinou nesta segunda-feira (18.02), medida cautelar de suspensão de 30 dias do ex-vice-presidente do Fla-Gávea, Sr. Luiz Cláudio Cotta da Silva Monteiro, conhecido como Cacau Cotta, sócio-proprietário desde 11 de dezembro de 2009.

Acusado de ter agredido moral e fisicamente o atual gerente-executivo do Fla-Gávea, Sr. Clément Izard, durante o clássico deste domingo, contra o Botafogo, no Engenhão, Cacau Cotta foi enquadrado no artigo 60 do estatuto. O motivo da agressão, segundo Clément, seria a insatisfação de Cotta pela demissão de sua irmã, ex-funcionária do Flamengo.

Cacau Cotta responderá a um processo disciplinar, nos termos do Estatuto do Clube.

A diretoria do Flamengo expressa sua maior solidariedade ao funcionário Clemént Izard e reitera que as medidas referentes às mudanças no quadro de funcionários do Clube – com a valorização dos bons profissionais e a demissão daqueles que se mantinham em seus cargos por parentescos e/ou apadrinhamentos – são uma decisão inequívoca de todo o Grupo Executivo e continuarão a ser implementadas até a formação de um quadro capaz de prestar ao clube e aos seus sócios um trabalho de primeira linha.

A democracia permite a discordância de ideias e a convivência dos opostos. Jamais a violência e a intimidação. Isto não reflete a grandeza do Flamengo. Por isso, atitudes como estas não serão toleradas no Clube de Regatas do Flamengo."

3474 visitas - Fonte: Lance!


Clique aqui para entrar no Grupo do WhatsApp do mengão e receber informações e notícias

LEIA TAMBÉM: "Empolgado", diz Jesus em breve contato em chegada definitiva ao Rio

LEIA TAMBÉM: Jorge Jesus indica zagueiro Pedro Henrique para o Flamengo


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Copa do Brasil

Quarta - 21:45 - Arena da Baixada - Premiere/Globo
Athletico-PR
Flamengo

Último jogo - Campeonato Brasileiro

Quarta - 21:30 - Mané Garrincha
CSA
0 2
Flamengo