14/2/2019 10:36

Patrimônio e Administração eram responsáveis por CT Ninho do Urubu

Patrimônio e Administração eram responsáveis por CT Ninho do Urubu

Foto: Fabiano Rocha/Extra

As investigações sobre as dez mortes no CT do Flamengo, feitas pela Polícia Civil, se debruçam inicialmente sobre testemunhas do incêndio nos módulos do alojamento da base. No clube, porém, a discussão avança também sobre a responsabilização de dirigentes e funcionários que não estão mais lá.



Em um primeiro momento, a nova diretoria, que assumiu em janeiro, recebeu o auxílio do ex-vice de patrimônio Alexandre Wrobel para dar explicações sobre a manutenção da estrutura provisória que ele inaugurou em 2010, e falar sobre a ausência de documentos. Ao lado de Wrobel, o engenheiro Marcelo Sá, funcionário da pasta deste a última gestão, também foi ouvido. Wrobel sinalizou internamente que a responsabilidade do patrimônio era com relação às obras definitivas do CT.

Em outra frente, o clube buscou informações com Marcelo Helmann, diretor administrativo. E ligado à vice-presidência de Administração. A pasta, no segundo mandato do presidente Eduardo Bandeira de Mello, passou a assumir as questões ligadas ao Centro de Treinamento junto ao Patrimônio. Especialmente no que tange à manutenção da estrutura provisória. Helmann era considerado o “Prefeito do Ninho”.

Na ocasião, a pasta de Administração era ocupada por Claudio Pracownik, que ficou até o até o ano passado, acumulando as finanças. Antes dele, Rafael Strauch a liderava, em meio a obra na Ilha do Urubu. Depois da saída de Pracownick, Luiz Felipe Teixeira assumiu. O último vice-presidente de Administração terminou a gestão Bandeira e passou a bola para a de Landim, que nomeou Jaime Correia da Silva para o cargo.

No primeiro mandato de Bandeira, entre 2013 e 2015, Wrobel era o vice de patrimônio, mas chegou a assumir a vice-presidênvia de futebol. Wallin Vasconcelos, hoje vice de finanças de Rodolfo Landim, foi vice de Administração até o meio de 2015, quando virou candidato de oposição a Bandeira. Nesse período, o Flamengo já dispunha de estrutura provisória de contêineres sendo usados pela base como alojamento.



Até agora, a Polícia Civil já ouviu funcionários, alguns que faltam prestarão depoimentos nesta quinta-feira, mas passará também a ouvir dirigentes do Flamengo. Alexandre Wrobel e o ex-presidente Eduardo Bandeira de Mello já avisaram que estão à disposição das autoridades. A diretoria atual contratou o criminalista Ricardo Pieri para acompanhar os depoimentos dos dirigentes.

1029 visitas - Fonte: Extra


Clique aqui para entrar no Grupo do WhatsApp do mengão e receber informações e notícias

VEJA: Sonho do Flamengo, Filipe Luis não quer voltar ao Brasil e é oferecido ao Barcelona, diz jornal


E MAIS: Santos recua em compra de Uribe, vê "pacote caro" e prioriza empréstimo



Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Domingo - 16:00 - Maracanã - RedeGlobo/Premiere
Flamengo
Athletico PR

Último jogo - Brasileiro

Sábado - 19:00 - Independência
Atlético Mineiro
1 2
Flamengo