19/3/2019 08:46

Governo x Maracanã S/A: as versões sobre a polêmica concessão do estádio

Governador Wilson Witzel se manifestou nesta segunda-feira e citou dívida de R 38 milhões com o Estado. Flamengo e Fluminense tinham contratos em vigor no Maracanã

Governo x Maracanã S/A: as versões sobre a polêmica concessão do estádio

Flamengo e Fluminense tinham contratos em vigor (Foto: Marcello Neves/LANCE!)

O Maracanã está novamente nas mãos do Governo do Rio de Janeiro. A entidade anunciou que o contrato de concessão do estádio foi cancelado e o Consórcio tem até o dia 19 de abril para deixar o local. Entre os motivos, uma dívida de R$ 38 milhões com o Estado é alegada. Entre acusações, respostas e notas oficias, o LANCE! buscou as versões de ambos os lados para entender essa briga parece ainda não ter chegado ao fim.



O que diz o Governo?
Durante a entrevista coletiva, o governador Wilson Witzel alegou que existe uma dívida de R$ 38 milhões da concessionária com o Estado desde maio de 2017. Essa outorga gerou prejuízos ao Estado e este teria sido o principal gancho para o cancelamento da concessão.



O que diz o Maracanã?
O Maracanã alega que as outorgas em atraso mencionadas pelo governo seriam referentes à contrapartida do Complexo Maracanã Entretenimento pelo uso comercial das áreas do entorno do estádio, como o Célio de Barros, o Julio Delamare e adjacências, fato que não ocorreu em função da decisão unilateral do governo de tombar estes espaços.

MANUTENÇÃO DO ESTÁDIO



O que diz o Governo?
O Governo criticou a manutenção do estádio devido aos cuidados com relação ao Maracanã e ao Maracanãzinho, além de citar uma suposta má administração de ambos os centros pelo Consórcio. Além disso, os clubes teriam concordado com a situação e criticado o Complexo por, entre outros fatores, estes erros de tratamento.

O que diz o Maracanã?
O Maracanã cita que, com 18 jogos realizados em 2019 e 57 no ano passado, é o estádio que mais sediou jogos no Brasil. A Complexo Maracanã Entretenimento S.A, além de manter o estádio em alto nível, recuperou com seus recursos o estádio e o Maracanãzinho após os estragos deixados pelo Comitê Rio 2016, como cadeiras no Maracanã e painéis elétricos no ginásio.


COPA AMÉRICA

O que diz o Governo?
Witzel garantiu que os jogos da Copa América já agendados irão acontecer no Maracanã. Além disso, afirmou que conversou com o presidente da Conmebol, mantendo contato, para que o Rio de Janeiro não sofra prejuízo devido a isso.

O que diz o Maracanã?
O Maracanã afirma que é necessário esclarecer que o CME está contratado pela Conmebol para realizar toda a operação de cinco jogos da Copa América, inclusive a final.

DESENVOLVIMENTO DO ENTORNO

O que diz o Governo?
O Governo afirma que espaços como Célio de Barros e Museu do Índio deverão ser mantidos pela entidade, que também deseja fazer um espaço comercial próximo a estação da Supervia - uma laje como foi feita no High Line de Nova York.

O que diz o Maracanã?
O Maracanã afirma que o CME lamenta a decisão do governo, principalmente pelo fato de o governador e os seus secretários terem, desde o início do mandato, sinalizado positivamente para o planejamento estratégico do CME, principalmente em relação ao plano de desenvolvimento do entorno apresentado pela empresa numa reunião realizada em 17/1, no Maracanã, com a presença do governador Wilson Witzel.


ADMINISTRAÇÃO DO ESTÁDIO

O que diz o Governo?
O Governo afirma que fará nos próximos 30 dias ter uma intervenção no Maracanã, por meio da secretaria e da Suderj, com uma comissão, para fazer uma retomada. A entidade está modulando uma permissão de uso até que façamos então uma nova concessão por meio de parceria público privada - alvo de crítica por parte dos clubes.

O que diz o Maracanã?
O retorno da administração do Maracanã e do Maracanãzinho à Suderj ou à Ferj não garante a redução dos preços dos ingressos e tampouco o custo de operação do estádio, que já é realizada pelos clubes durante as partidas. A única forma de isso acontecer é o governo passar a subsidiar o futebol, deixando de enviar recursos a áreas prioritárias como saúde, educação e segurança. Além disso, é de conhecimento público as mazelas ocorridas no passado quando o Maracanã era a administrado pela Suderj.



FALTA DE TRANSPARÊNCIA

O que diz o Governo?
O Governo citou a falta de transparência com relação aos clubes nas despesas do Maracanã como problema crítico da administração da atual concessão. Além disso, informou que, na nova concessão, haverá transparência dos custos de operação do estádio.

O que diz o Maracanã?
O Maracanã diz que é importante ressaltar nesse contexto que o CME opera o estádio sem nenhum recurso público. Além da geração de milhares de empregos diretos e indiretos com a operação do estádio e do ginásio, os poderes públicos municipal e federal são beneficiados com a arrecadação de impostos.

Flamengo, Governo, Maracanã, Versões, Polêmica, Concessão, Estádio, Mengão

498 visitas - Fonte: LANCE!Net


Clique aqui para entrar no Grupo do WhatsApp do mengão e receber informações e notícias

LEIA TAMBÉM: Jesus convive com primeira pressão no Flamengo após eliminação

LEIA TAMBÉM:Pronto! Gerson aparece no BID e está apto para estrear pelo Flamengo

VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Flamengo da temporada


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Domingo - 16:00 - Itaquerão - GloboePremiere
Corinthians
Flamengo

Último jogo - Copa do Brasil

Quinta - 21:45 - Maracanã
Flamengo
1 1
Athletico-PR