23/3/2019 10:11

Com patrocínio Fla respira e contraria previsões após tragédia do Ninho

Com patrocínio Fla respira e contraria previsões após tragédia do Ninho

Há um mês, o Flamengo vivia cenário delicadíssimo no que diz respeito aos patrocínios para a temporada. Dias depois do trágico incêndio que matou dez meninos das categorias de base no Ninho do Urubu, o Rubro-negro encarava severa desvalorização no mercado e lidava com previsões pessimistas sobre possíveis novos parceiros. Apesar disso, o clube mais popular do país conseguiu respirar.



O acerto com o banco digital BS2 para estampar a marca na propriedade master do uniforme ocorreu apenas 42 dias depois da tragédia. O clube ouviu de especialistas em mercado que poderia amargar a temporada inteira com o espaço mais nobre da camisa em branco. No prognóstico mais otimista, o Rubro-negro demoraria alguns meses para fechar um contrato e com valor abaixo do que o mercado pratica.



De um cenário de incerteza, a diretoria do Flamengo conseguiu dar um importante passo. Se o modelo de vínculo escolhido ainda é questionado por especialistas em razão das inúmeras variáveis para se alcançar a cota desejada, o fato de manter a camisa valorizada chama a atenção, principalmente pela reação rápida dos executivos rubro-negros diante da maior tragédia na história do clube.

Para quem viu a perspectiva praticamente voltar à estaca zero, um montante de R$ 27 milhões pode parar imediatamente nos cofres da Gávea, além do preenchimento de três propriedades no uniforme. A conta é explicada da seguinte forma.

O Flamengo assinou contrato com o banco digital BS2 por uma cota fixa de R$ 30 milhões até dezembro de 2020 - R$ 15 milhões por temporada. O contrato será levado ao Conselho Deliberativo nos próximos dias. Sendo referendado pelos conselheiros, o pagamento da cota fixa de 2019 acontece à vista. Todo o vínculo pode render R$ 50 milhões ao Rubro-negro através de variáveis envolvendo abertura de contas, engajamento nas redes sociais e outros.

Além disso, o clube negocia as propriedades do meião e manga da camisa por R$ 12 milhões. O clube de gastronomia ChefsClub deve estampar a marca nas meias por R$ 1,5 milhão e a expectativa é a de que o acordo seja confirmado em breve.

Para a manga da camisa, o clube conversa com duas empresas e trabalha com valores entre R$ 10 milhões e R$ 11 milhões. Até o momento, o Flamengo tem patrocinadores nas seguintes propriedades e com as respectivas cotas fixas para 2019: master (BS2 - R$ 15 milhões), costas da camisa acima do número (MRV - R$ 10 milhões), costas abaixo do número (Multimarcas - R$ 6 milhões) e omoplata (Universidade Brasil - R$ 3,7 milhões).



Inicialmente, a diretoria do Flamengo projetou arrecadar R$ 107 milhões com patrocinadores no exercício 2019, incluindo o contrato com a fornecedora de material esportivo Adidas.

Flamengo, Patrocínio, Previsões, Tragédia, Ninho, Mengão

4518 visitas - Fonte: UOL


Clique aqui para entrar no Grupo do WhatsApp do mengão e receber informações e notícias

VEJA No mercado: Fla segue à procura de contratações, e defesa é prioridade

LEIA TAMBÉM:Apresentado, Rafinha afirma ter escolhido Fla e estar acostumado à pressão


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Isaac Araujo     

Aqui é Flamengo pôrra

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão