13/4/2019 10:16

Sem VAR, o gol irregular: a última final entre Flamengo e Vasco

Sem VAR, o gol irregular: a última final entre Flamengo e Vasco

Foto: Bruno Lima

Erros de arbitragem fazem parte da história das rivalidades no futebol. Mas poucas vezes um erro foi tão decisivo como em 2014. Na última vez em que Flamengo e Vasco disputaram a final do Campeonato Carioca, aos 45 minutos da segunda etapa o volante Márcio Araújo, impedido, fez o gol de empate. Com o 1 a 1, o Rubro-Negro saiu do Maracanã campeão. Um tempo longe da utilização do árbitro da vídeo (VAR). Naturalmente, se houvesse tal tecnologia à época o título iria para São Januário.



A primeira partida também havia sido 1 a 1, mas o time da Gávea tinha a vantagem pela melhor campanha na primeira fase. Quanto ao segundo jogo, o cenário era do Cruz-Maltino sendo campeão até ali, mas, na pressão final, o zagueiro Wallace cabeceou a bola no travessão, a redonda quicou no gramado e sobrou para Márcio Araújo, que chegou junto de Nixon, mas foi quem anotou o gol.

Obviamente, o lance foi muito questionado por jogadores, torcedores e dirigentes vascaínos logo após a partida. Ainda no estádio, o então diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano foi visto fazendo um gestão que simulava roubo. Na entrevista coletiva, Adilson Batista, técnico da época, e Roberto Dinamite, o presidente, criticaram.

- Prejudica todo o trabalho que está sendo feito. Errar uma vez normal, duas se aceita, mas a terceira, é sempre contra o Vasco. Não venho com choro de perdedor, mas para lamentar erros decisivos para que o Vasco não chegasse ao título - afirmou o então mandatário, logo após Adilson:

- É triste. Ninguém está aqui chorando, lamentando. É o histórico recente. Isso é função da diretoria. Foi um lance do bandeira. O Marcelo controlou bem o jogo. Como era o do gol do Douglas de falta - lembrou.

33 centímetros

O tal gol de falta de Douglas foi na primeira fase da competição, dois meses antes. Também no Maracanã, o Vasco tinha 15 pontos até ali e o Flamengo 16. Caso vencesse o maior rival, o Cruz-Maltino ficaria a um ponto do Fluminense, líder até então. A cobrança frontal bateu no travessão e entrou 33 centímetros antes de o goleiro Felipe alcançá-la e dar sequência ao jogo.

O assistente que não viu a bola entrar foi Rodrigo Castanheira, numa época em que ainda eram raras as aparições de um profissional da arbitragem ao lado do gol, para lances como aquele. Pressionado, ele foi afastado dias depois. No final do primeiro turno, o Rubro-Negro se consolidaria em primeiro e com vantagem de nove pontos sobre o Cruz-Maltino, terceiro.



De volta ao segundo jogo da final, a ordem dos fatos: o gol irregular, mas validado pelo auxiliar Luiz Antônio Muniz de Oliveira, o fim do jogo pouco depois, reclamações cruz-maltinas... e a declaração de Felipe.

- Estava impedindo, não é? Roubado é mais gostoso - provocou, ainda no gramado, entre outros comentários.

Foi o 33º título estadual do Flamengo. No Vasco, o ambiente pesado do rebaixamento no ano anterior, no Campeonato Brasileiro, se manteve e se manteria até o fim daquele 2014. O time até conquistou o acesso de volta à elite nacional, mas sem tranquilidade.

1035 visitas - Fonte: LANCE!


Clique aqui para entrar no Grupo do WhatsApp do mengão e receber informações e notícias

Leia também: Gabigol diz se pode seguir no Flamengo após o fim do ano: "Se acontecer, vou ficar muito feliz"


E MAIS: Sonho do Flamengo, Filipe Luís recusa oferta do Borussia Dortmund






Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Paulista

Domingo - 16:00 - Maracanã - Globo
Flamengo
Vasco

Último jogo - Carioca

Domingo - 16:00 - Nilton Santos
Vasco
0 2
Flamengo