15/2/2020 10:49

Veja como chega o Flamengo para a Libertadores sub-20

Veja como chega o Flamengo para a Libertadores sub-20

Elenco do Flamengo campeão brasileiro sub-20 em 2019 — Foto: THIAGO FELIX/MYPHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Os desafios do Flamengo na Libertadores sub-20 começaram bem antes da partida deste sábado, contra o Nacional, em Luque (Paraguai), pela estreia na competição. Ainda em janeiro, quando precisou montar a lista de inscritos, a comissão técnica teve de quebrar a cabeça para chegar aos 20 nomes escolhidos para o torneio.



Ao todo, foram nove mudanças na lista, por causa de lesões ao longo da preparação. A comissão precisou recorrer a jogadores que defenderam o profissional na Taça Guanabara e estavam de folga para completar a lista e fechar um elenco competitivo para a Libertadores. A relação precisou ser enviada no dia 13 de janeiro.



LEIA TAMBÉM: Neto detona Jorge Jesus e diz que Nunes não cai se perder clássico


- O fato de a inscrição ter encerrado no dia 13 inviabilizou que a gente fosse com força máxima. Alguns atletas importantes competitivamente estão fora, mas acreditamos que temos um elenco forte para participar e buscar um bom resultado - disse o coordenador técnico do sub-20, Ludyo Santos.

O episódio da Copinha, em que o Flamengo desistiu de participar por não poder mexer na lista de inscritos, influenciou na decisão rubro-negra.

- A gente tinha, com idade sub-20, 14 atletas integrados ao profissional para a Taça Guanabara. Nenhum deles estava inscrito. A gente tinha o receio de que acontecesse a mesma coisa da Copinha. O Flamengo poderia, dentro do calendário do profissional, ter demanda para que alguns atletas do sub-20 jogassem alguns jogos da Taça Guanabara ou até mesmo da Taça Rio. Optamos por inscrever na Libertadores atletas um pouco mais novos - explicou o coordenador.



Nomes conhecidos

Apesar dos percalços, a lista tem nomes conhecidos da torcida. O lateral-direito Matheuzinho, o volante Richard Rios, o meia Yuri César e o atacante Rodrigo Muniz foram titulares em partidas da Taça Guanabara neste ano. Outra promessa é o meia Yuri de Oliveira, que vai usar a camisa 10. O maior desfalque é o atacante Lazaro, que ainda se recupera de uma cirurgia no joelho.

- A gente tem encarado a Libertadores como um grande desafio. Nossa responsabilidade não diminui, quem veste a camisa tem que saber conviver com isso. Eles têm enxergado como mais uma oportunidade de buscar continuar empurrando este bom momento, alimentando sonho individual e levando o nome do Flamengo cada vez mais alto - afirmou o técnico Phelipe Leal.

Leal comanda o time sub-17 do Flamengo e foi auxiliar da seleção brasileira campeã da categoria no ano passado. Caberá a ele comandar o Rubro-Negro na Libertadores sub-20 - depois, Mauricio Souza reassume. Segundo ele, o modelo de jogo será fiel ao do profissional.

- Hoje o Flamengo tem ideias de jogo muito bem estabelecidas, que vão totalmente ao encontro do que o profissional faz. Até porque a gente trabalha para que estes meninos se formem de maneira vitoriosa, com possibilidade de chegar ao profissional entendendo o que é o Flamengo e o que precisa ser feito para atender às demandas da equipe principal. Quanto mais o jogador desenvolve este DNA, ele sabe que vai precisar ter vocação ofensiva, vai precisar competir, ter lucidez e consciência para entender o que está acontecendo no jogo e se adaptar às variáveis que o jogo impõe. Para buscar ter a bola e se aproximar do gol adversário. Este é o princípio básico que o Flamengo institui como ideia de jogo - afirmou Leal.

O enfrentamento com os rivais

O Flamengo está no Grupo A da Libertadores, junto com o Nacional, atual campeão, Puerto Cabello (Venezuela) e Sporting Cristal do Peru. Os campeões de cada um dos três grupos e o melhor segundo colocado se classificam para as semifinais. Será a oportunidade de os Garotos do Ninho enfrentarem outras escolas sul-americanas e adquirirem experiência.

- É uma coisa que a gente vem desenvolvendo no clube há alguns anos e consideramos primordial participar de competições sul-americanas. É um projeto a médio e longo prazo. Enfrentar escolas sul-americanas, de características diferentes, para que tenham um lastro formativo maior, já entendendo que a Libertadores é uma competição lavo para o clube no profissional. E para a formação a gente considera muito importante a vivência destes atletas em competições sul-americanas - explicou Ludyo.

Para Phelipe Leal, a questão tática também trará nuances diferentes para o time. Além disso, o clube levou os garotos para conversar durante a semana com Rodrigo Caio e Diego Alves, atletas que foram campeões da Libertadores pelo profissional em 2019.

- A competição sul-americana tem particularidades que vão totalmente ao contrário do que a gente vê no futebol brasileiro, no que diz respeito a catimba, a um jogo muito vertical. Muitas vezes falta o controle das equipes, o entendimento de valorizar mais a posse, de criar situações que potencializem os enfrentamentos de um contra um, que é a característica essencial do futebol brasileiro. Tive a oportunidade de duas competições sul-americanas com a Seleção, e o que posso passar para estes jogadores é que é um jogo de busca incessante pelo gol, o tempo inteiro ter adversários forçando a nossa última linha. Precisamos estar muito concentrados para que não sejamos surpreendidos, independentemente do placar da partida.

Olho no mercado

O Flamengo também vai aproveitar a Libertadores para aumentar seu banco de dados em relação aos jogadores do mercado sul-americano. A competição é vista como uma boa possibilidade de analisar e monitorar possíveis nomes de interesse no futuro.

- Existe um departamento de análise de mercado que atua com várias vertentes, desde profisisonais a base. Fazem este monitoramento e acredito que, junto com a gente da delegação que está envolvido na competição, algum funcionário do clube provavelmente vai estar monitorando talvez até em loco possíveis destaques. Que não seja feita uma negociação agora, mas de repente uma negociação futura já para o futebol profissional. É um banco de dados que é criado, para que, futuramente, caso surja alguma oportunidade, possa ser feita alguma contratação - completou Ludyo.



Confira a lista de jogadores do Flamengo para a Libertadores sub-20:

Goleiros: Victor Hugo e João Fernando;

Laterais: Matheus França, Jhonata e Pablo;

Zagueiros: Gabriel Noga, Natan, Otávio e Diego;

Volantes: Gomes, Lucas Gabriel, Richard Rios e Diogo;

Meias: Yuri César e Yuri de Oliveira;

Atacantes: Wendel, Rodrigo Muniz, Guilherme Bala, Carlos Daniel e Ryan Luka.

Flamengo, Libertadores, Sub-20, Mengão

633 visitas - Fonte: Globo Esporte


A FLAMENGO ESTEVE ATRÁS DO CAVANI? GLOBO NÃO PAGA ESTADUAIS E BRASILEIRO, VEJA SITUAÇÃO FINANCEIRA DO FLAMENGO! MARACANÃ VAI VIRAR HOSPITAL?







LEIA TAMBÉM: Presidente do Fla fala sobre o atacante Neymar: Tudo o que o Flamengo gasta é metade do Neymar

LEIA TAMBÉM:Adidas atrasou o repasse da primeira parcela do valor anual para o Flamengo


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Carioca

Segunda - 20:30 - Estádio João Francisco - Fox
Bangu
Flamengo

Último jogo - Carioca

Sábado - 18:00 - Maracanã
Flamengo
2 1
Portuguesa