2/6/2020 16:10

Everton Ribeiro se manifesta contra racismo: 'Não quero ficar em silêncio'

Everton Ribeiro se manifesta contra racismo: Não quero ficar em silêncio

Capitão do Flamengo, o meia Everton Ribeiro se manifestou nas redes sociais sobre os protestos antirracistas mundo afora. As manifestações começaram após o assassinato de George Floyd, negro, imobilizado e asfixiado pelo joelho até a morte pelo policial Derek Chauvin, em Minneapolis, nos Estados Unidos.



LEIA TAMBÉM: Diretor do Flamengo revela possível tempo de contrato com a Amazon

Nos últimos dias, diversos esportistas têm se manifestado sobre a causa. No Flamengo, além de Everton Ribeiro, Gabigol, Gerson, Vitinho, Lázaro e Hugo Souza foram às redes sociais e se posicionaram contra o racismo. Na Europa, nomes como Vinícius Junior e Gabriel Jesus também comentaram.

- Estou disposto a aprender mais sobre isso a cada dia e disposto a usar minha influência para dar voz a pessoas negras que lutam por um país com mais igualdade. Não quero ficar em silêncio e compactuar com um país que mata um negro a cada 23 minutos - publicou Everton Ribeiro.

Em meio à pandemia do novo coronavírus, os Estados Unidos ainda lidam com diversos protestos gerados por conta do assassinato de George Floyd. Atletas das principais ligas norte-americanas têm se posicionado e ido às ruas para protestar, casos de Karl-Anthony Towns e Jaylen Brown, jogadores da NBA. LeBron James, principal astro da liga de basquete, também tem sido ativo nas redes sociais sobre o tema.

Ver essa foto no Instagram

Quando comecei a frequentar as favelas do Rio através do @afroreggae percebi que não era uma coincidência que a maioria das pessoas ali fossem negras. Diante de tanta notícia triste sobre racismo aqui no Brasil e no mundo, conversei com uma pessoa negra @williamreis85 pois entendo que essa não é a minha realidade, sei que somos tratados de forma diferente por causa da nossa cor de pele e que temos que olhar ao nosso redor e ter empatia. Pude perceber que existe um racismo estrutural no Brasil e que ele mata e exclui pessoas negras. Não é normal que em um país onde a maioria da população é negra, eles sejam minoria em universidades e grandes empresas. Estou disposto a aprender mais sobre isso a cada dia e disposto a usar minha influência para dar voz a pessoas negras que lutam por um país com mais igualdade. Não quero ficar em silêncio e compactuar com um país que mata um negro a cada 23 minutos. “Em uma sociedade racista, não basta não ser racista, é preciso ser antirracista” Ângela Davis. Foto: @tievasconcelos

Uma publicação compartilhada por Everton Ribeiro (@evertonri) em





LEIA TAMBÉM: Flamengo passa a treinar com aval da prefeitura

Flamengo, everton ribeiro, racismo, manifesto

540 visitas - Fonte: Lance


A FLAMENGO ESTEVE ATRÁS DO CAVANI? GLOBO NÃO PAGA ESTADUAIS E BRASILEIRO, VEJA SITUAÇÃO FINANCEIRA DO FLAMENGO! MARACANÃ VAI VIRAR HOSPITAL?




CONFIRA: Como foi a audiência de FluTV e FlaTV minuto a minuto durante final da Taça Rio

VEJA: Irreconhecível, Flamengo joga em marcha lenta e castigo deixa lições para final do Carioca

<


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Campeonato Carioca

Domingo - 16:00 - Maracanã - FlaTV
Flamengo
Fluminense

Último jogo - Campeonato Carioca

Quarta - 16:00 - Maracanã
Fluminense
1 1
Flamengo