28/7/2020 17:00

Idolatria por Zico e DNA rubro-negro: o adeus precoce de Rodrigo Rodrigues

Idolatria por Zico e DNA rubro-negro: o adeus precoce de Rodrigo Rodrigues

O esporte brasileiro perdeu um de seus mais representativos comunicadores nesta terça-feira. O jornalista, escritor e músico Rodrigo Rodrigues morreu, aos 45 anos, em função de complicações geradas pela Covid-19. RR estava na emissora "SporTV" e era torcedor do Flamengo, além de fã incondicional de Zico.



LEIA TAMBÉM: Técnico Carvalhal faz elogio ao Flamengo, mas recusa proposta por causa do coronavírus no Brasil

Por falar em seu clube de coração, o Flamengo postou uma mensagem de solidariedade aos familiares, amigos e fãs de Rodrigo Rodrigues, o chamando de "um dos camisas 10 do jornalismo esportivo".

- O Clube de Regatas do Flamengo lamenta profundamente o falecimento do jornalista Rodrigo Rodrigues, nesta terça-feira (28), e se solidariza com os familiares, amigos e fãs. Apaixonado por esporte e pela música, o profissional conquistou uma legião de admiradores com seu trabalho e bom humor. Rubro-negro e fã de Zico, RR sem sombra de dúvidas foi um dos camisas 10 do jornalismo esportivo. Descanse em paz - postou o Fla, nas redes sociais.



Quem também se dirigiu às redes sociais para prestar homenagens foi Gabigol, atual camisa 9 da equipe rubro-negra:

- Descanse em paz, rubro-negro querido!

Já no programa Seleção SporTV, o qual também apresentava, Rodrigo Rodrigues recebeu condolências e reconhecimentos quanto ao lado pessoal, nesta tarde. Antigo companheiro de emissora e ídolo rubro-negro, Júnior relatou uma passagem significativa para a relação de ambos:

- (Rodrigo) Era muito ligado ao rock, mas gostava de uma boa música (no geral). Quando ele soube do projeto Samba dá Sopa, quis ir. Na primeira oportunidade que teve, quando veio morar no Rio, apareceu lá, eu estava cantando na mesa... Sabe aquela surpresa agradável? Ele era ligado a outro segmento e foi escutar samba, duas horas e meia. Pagou duas entradas e me falou que sabia o que aquilo representava. Esse era ele, um simples gesto, simples comportamento... Vou nem falar do lado profissional... Eu tive o privilégio de fazer, nas sua férias, André (Rizek), um ou dois Seleção (programa) com ele. Sempre brincávamos do tempo do programa, mas pelo jeito dele de fazer as coisas, passava tudo com muita rapidez. É uma perda daquelas que vamos sentir por muito tempo, não só pela idade, mas pela figura. É muito difícil encontrar, no meio, alguém que tenha alguma restrição com o RR. A entrada dele com ex-jogadores também era impressionante. Era bem quisto por todos.

A RELAÇÃO ESTREITA COM ZICO

Tendo recebido homenagens até de ídolo da atual geração, Rodrigo teve o privilégio de acompanhar o ídolo das antigas e o maior do clube, Zico, no auge do camisa 10 pelo Flamengo, o que, segundo ele, o cativou para imitar a assinatura do Galinho de Quintino desde a infância.

Outra curiosidade envolvendo o apresentador de TV e Zico se dá em relação aos gramados. Isso porque, Rodrigo Rodrigues tentou a sorte como jogador de futebol, mas pouco depois da negativa em uma "peneira" (processo de avaliação) no Flamengo, decidiu abandonar o sonho. E o Galinho teve influência, de certa forma, em sua despedida dos campos e início da trajetória marcante na TV:

- Jogava no Tijuca, e os melhores de lá iam para o São Cristóvão, pois havia uma ligação com um dirigente. E aí, em janeiro de 1990, ano em que a geração do Djalminha e Marcelo Carioca ganhou a Copinha, fiz uma peneira para jogar no Flamengo. Eu era zagueiro e resolvi fazer teste no meio. Fui até o último dia, quase entrei, mas aí o Mineiro, o Pai Mineiro, que também trabalhava como olheiro do Flamengo, me chamou e falou: "Por que você fez teste no meio e não como zagueiro?". Eu respondi que estava cansado de correr atrás de centroavante. Foi quando ele questionou se eu era flamenguista, já que, segundo ele, todo mundo que torcia para o Flamengo queria ser o Zico e jogar no meio. E me avisou que eu não passei porque estava fora de posição, e que era para voltar no ano seguinte. Mas não voltei - falou RR, em entrevista ao Canal Zico 10, em abril de 2019.

Na última noite, cabe destacar, Zico havia desejado boa recuperação a RR, com quem trabalhou na emissora "Esporte Interativo". Tornaram-se amigos.

A idolatria por Zico o fez ir ao Maracanã com frequência para torcer e a sonhar em ser jogador. Caso não se arriscasse fora de posição, espelhando-se no ídolo nos testes para ser jogador do Flamengo, poderia ter tido outro rumo. Não há como saber... O fato é que Rodrigo Rodrigues foi, além de bem-sucedido na TV, querido por onde passou, com o seu bom humor e carisma, e acumulou afeto.



LEIA TAMBÉM: Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) deve investigar parceria entre BRB e Flamengo

Flamengo, rodrigo rodrigues, luto, perda, zico

1119 visitas - Fonte: Lance



CONFIRA: SAIBA ONDE ASSISTIR AO VIVO o Fla-Flu da final do Carioca 2020 nesta quarta-feira


VEJA: Segundo jornal Português, orge Jesus deve viajar no sábado para Lisboa e assinar com o Benfica


<


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Adilson Freitas     

Sempre ético, nunca percebi que era flamenguista

Adilson Freitas     

Sempre ético, nunca percebi que era flamenguista

Isaac Araujo     

Vai com Deus companheiro

Muito triste jove que deus conforte o coração da família

Que Deus o tenha na gloria .

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Campeonato Brasileiro

Domingo - 16:00 - Maracanã - Premiere
Flamengo
Atlético MG

Último jogo - Campeonato Carioca

Quarta - 21:00 - Maracanã
Flamengo
1 0
Fluminense