8/11/2018 11:58

Além de Diego Alves: Fator interno agita fim de temporada do Flamengo

Além de Diego Alves: Fator interno agita fim de temporada do Flamengo

Dentro das quatro linhas, o Flamengo chegou ao final da temporada ainda sonhando com o título brasileiro. No entanto, diferentemente de outros postulantes à taça - Palmeiras e Internacional -, a equipe carioca vive pequenas crises internas, que acabam por influenciar indiretamente o que acontece em campo. As divergências escancaradas no 'caso Diego Alves' são apenas a "ponta do iceberg" de um turbulento bastidor.



Tudo isso em função do novo pleito para o cargo de presidente, que comandará o Rubro-Negro durante o triênio de 2019-21, programado para o dia 8 de dezembro. A expectativa para as eleições já toma conta dos bastidores flamenguistas e o clima é de total beligerância entre situação e oposição. Como destaca o ?UOL Esportes, o acirramento entre as chapas transforma este processo eleitoral no mais complexo da história recente do clube.

Leia também :FlaMengo? Grêmio? Empresário de Renato Gaúcho fala sobre o futuro do técnico

Apesar das quatro chapas oficiais - Lomba, Landim, Peruano e Vargas -, as candidaturas com maior 'representatividade' se concentram nas duas primeiras: Lomba é o atual vice de futebol de Bandeira de Mello, e contará com o apoio do atual mandatário; Curiosamente, a chapa mais forte da oposição vem na figura de Rodolfo Landim, que já esteve anteriormente alinhado à gestão EBM, mas rompeu com o grupo por desavenças e desacordos políticos.

As trocas de farpas e acusações têm sido constantes entre situação e oposição. Há uma forte resistência interna (e externa) em torno da figura de Bandeira de Mello, pelos consecutivos fracassos esportivos do clube durante seus seis anos de mandato. A favor da situação, pesa o fato do Fla viver seu momento de maior saúde financeira, em tempos de grande crise na maioria dos clubes brasileiros. Lomba representa a continuidade desse projeto.



O acirramento é tamanho que diversos setores se preocupam com a governabilidade de quem for eleito. Independente do vencedor, o Flamengo precisará viver um processo delicado de 'pacificação' entre alas divergentes. Além do cargo máximo, a chapa vencedora terá direito à 48 cadeiras no Conselho de Administração e 120 no Conselho Deliberativo.



Flamengo, Diego Alves

1098 visitas - Fonte: 90 min


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Desbloqueia o seu buraco praga ruim.... Caloteiro do inferno!!! Tá passando fome essa praga ruim, pra vir fazer propagando do calote num aplicativo.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão