10/2/2019 17:45

Fla diz que espuma não propagava incêndio e mantém salário de vítimas

Fla diz que espuma não propagava incêndio e mantém salário de vítimas

O Flamengo voltou a se pronunciar neste domingo (10) sobre o incêndio que matou dez jovens das categorias de base do clube no CT Ninho do Urubu. Em nota, o Rubro-negro informou que o poliuretano utilizado entre as chapas metálicas do contêiner não foi um propagador do incêndio, já que possui característica auto-extinguível.



O clube também garantiu que seguirá arcando com as remunerações das vítimas da tragédia e explicou que os seis aparelhos de ar-condicionado do instalados no apartamento modular receberam manutenção no último dia 5 de fevereiro.

CT do Fla teve quase 30 autos de infração e edital de interdição, diz Prefeitura

CLIQUE AQUI

Veja a nota do Flamengo na íntegra:

O Clube de Regatas do Flamengo - sob nova administração desde o dia 1º de janeiro e cujo gabinete de crise segue funcionando neste domingo (10/02), na sede da Gávea - vem prestar os seguintes esclarecimentos adicionais:

SOBRE A ASSISTÊNCIA ÀS FAMÍLIAS
O Flamengo gostaria de reiterar que, independentemente de qualquer investigação, vem prestando todo o amparo às famílias dos atletas vitimados pela tragédia ocorrida no Centro de Treinamento, assim como aos feridos e sobreviventes.

Neste momento, o Clube, de pleno, assume o compromisso de manter a remuneração paga aos atletas vítimas do incêndio, sem qualquer prejuízo de outras ações adicionais de apoio que estão sendo implementadas.

Estamos empenhados, prioritariamente, em amparar as famílias de forma material, moral e psicológica. Para além das questões legais está, obviamente, o bem-estar de todos. O Clube de Regatas do Flamengo não chegou a patamar de destaque no esporte mundial voltando as costas para seus atletas ou eximindo-se de responsabilidades. E a Nação Rubro-Negra reconhece isso.

SOBRE OS MÓDULOS HABITACIONAIS Cabe informar que o Flamengo detém contrato vigente de locação dos alojamentos modulares (módulos habitacionais) com a empresa NHJ do Brasil, que é reconhecida como pioneira e uma das líderes do mercado. A referida empresa detém todas as certificações exigidas pela legislação brasileira, em especial a ISO 9001. Os módulos habitacionais utilizados pelo Clube atendem a todas as exigências das normas NR-18 e NR-24.

Vale ressaltar que representantes da empresa NHJ - em reunião realizada na manhã deste domingo, na sede da Gávea - esclareceram que o poliuretano utilizado entre as chapas metálicas não é propagador de incêndios, por ter característica auto-extinguível.

SOBRE A MANUTENÇÃO DOS APARELHOS DE AR-CONDICIONADO A empresa COLMAN REFRIGERAÇÃO LTDA. - ME, inscrita no CNPJ sob o n° 00.634.203/0001-30, realizou no último dia 5 de fevereiro a manutenção preventiva de rotina nos 6 aparelhos de ar-condicionado instalados no alojamento modular utilizado pelos atletas das categorias de base do Clube de Regatas do Flamengo, no Centro de Treinamento George Helal - nos termos do contrato de prestação de serviços firmado em 1º de agosto de 2013 e atualmente com prazo de vigência até 31 de agosto de 2019.

Todas as demais questões serão tratadas, no momento oportuno, com as autoridades competentes com as quais o Flamengo já está colaborando.























Flamengo, Incêndio, Nota

3672 visitas - Fonte: lance


Clique aqui para entrar no Grupo do WhatsApp do mengão e receber informações e notícias

Leia também: [ENQUETE] O Flamengo acertou em oferecer um cargo para Juan ficar no clube após a aposentadoria?


E MAIS: Elenco se fecha para não deixar euforia contagiar o Flamengo na final






Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias do Mengão