6/8/2019 10:33

Fla movimenta R 468 mi entre compras e vendas de jogadores em 2019

Fla movimenta R 468 mi entre compras e vendas de jogadores em 2019

O Flamengo registrou R$ 468 milhões de movimentação entre compras e vendas de direitos de atletas nesta temporada de 2019. Há uma busca por equilíbrio dentro do clube entre as receitas e gastos apesar da forte pressão por contratações. O balancete do primeiro semestre indica, sim, um aumento da dívida, mas ainda em nível controlável.



A estratégia da diretoria rubro-negra desde o início do ano foi a de contratar bastante logo no início da temporada. Baseava sua ideia em ter um time pronto desde o início do ano e conta com as receitas da venda de Paquetá que entrariam durante o ano.



LEIA TAMBÉM: Flamengo pode ter portões fechados em jogo decisivo da Libertadores



Pelo resultado financeiro do meio do ano, entraram R$ 214 milhões em direitos econômicos, contando Paquetá, Jean Lucas e Dourado. Somado a isso, há a negociação de Léo Duarte (11 milhões de euros) que eleva o total de vendas para R$ 261 milhões. Por isso, a receita de um semestre em 2019 ultrapassou R$ 400 milhões.

Em contrapartida, o Flamengo gastou forte com contratações. Até o meio do ano, o valor era de R$ 150 milhões. Some-se a esse valor as contratações de Gerson (12 milhões de euros) e Pablo Marí (1 milhão de euros). No total, atinge-se o valor de R$ 206 milhões, incluindo comissões e luvas. Está bem acima do valor inicial de R$ 100 milhões previstos para investimentos no ano. O clube tem que R$ 100 milhões em valores a pagar pelas operações, entre comissões e direitos.

Uma análise direta pode chegar à conclusão que sobrou dinheiro. Mas, na realidade, o Flamengo tinha uma previsão de venda de jogadores para fechar suas contas. Então, não há sobra de dinheiro. Na realidade, a diretoria tem calculado cada operação para caber dentro do seu orçamento readequado.

Houve superávit no primeiro semestre, mas também houve incremento do passivo e portanto da dívida líquida. Descontado o valor das luvas da Globo, que só meramente contábeis, o débito líquido fica na casa dos R$ 420 milhões, controlável para um clube com receita anual acima disso.

Em paralelo, a diretoria fez uma ginástica para caber no orçamento todos os jogadores recentemente contratados. Filipe Luís, por exemplo, topou ganhar um salário maior a partir de 2020 com a inclusão das luvas. Isso porque o clube já tinha inflado a folha com as chegadas de Rafinha e Gerson. Por isso, houve a necessidade de desonerar do outro lado com a saídas de Trauco e Pará.

A diretoria, de fato, negocia com o atacante Balotelli, como antecipado pelo jornalista italiano Di Marzio, da "Sky Sports" Italiana. A informação do blog é que não há previsão de folha salarial neste patamar dentro do clube. Para bancá-lo, o Flamengo terá de gerar receita extra com negociação de atleta. Há sondagens bem firmes por Reinier.



Fora as negociações de jogadores, as receitas do Flamengo está estáveis. Houve um aumento da arrecadação com bilheteria com os públicos altos e a gestão do Maracanã. Mas, ao mesmo tempo, as rendas com patrocínio estão abaixo do previsto.

Flamengo, Movimenta, Compras, Vendas, Jogadores, 2019, Mengão

1719 visitas - Fonte: Blog do Rodrigo Mattos




VEJA: Galvão Bueno será voz do Flamengo no Mundial

LEIA TAMBÉM: Confira os melhores momentos de Flamengo 6 x 1 Avaí


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Será q é preocupante!!!! Tomara q não!!! Mas da medo!!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Domingo - 16:00 - Vila Belmiro - Premiere
Santos
Flamengo

Último jogo - Brasileiro

Quinta - 20:00 - Maracanã
Flamengo
6 1
Avaí