30/11/2019 10:19

Carlos Noval, gerente de transição de futebol do Rubro-Negro perde e recupera bandeira de caixão do pai na final em Lima

Carlos Noval, gerente de transição de futebol do Rubro-Negro perde e recupera bandeira de caixão do pai na final em Lima

Reinier e dirigente Carlos Noval, do Flamengo, festejam título em Lima (Imagem: Alexandre Vidal/Fla Imagem)

A vitória do Flamengo por 2 a 1 sobre o River Plate, na final da Libertadores, não teve emoção apenas dentro das quatro linhas. Fora de campo, Carlos Noval, gerente de transição de futebol do Rubro-Negro, viveu momentos de angústia antes e durante o jogo em Lima, no Peru.



Acompanhado da esposa e de suas duas filhas, Noval chegou ao Monumental de Lima com uma bandeira em mãos. Mas não era uma qualquer. O pavilhão rubro-negro em questão cobriu o caixão de Renato Noval, pai do profissional e diretor do clube no vitorioso ano de 1981. Na porta do estádio, foi informado que não poderia entrar com a bandeira. O drama começaria aí.



LEIA TAMBÉM: Jorge Jesus diz que pode ir para grande clube europeu e que vai levar três jogadores do Flamengo


Transtornado, Noval entrou no Monumental e teve de ser consolado pelos familiares. Barrado na revista, o pano vermelho e preto foi deixado em um caixote junto a demais objetos.

"Eu fiquei alucinado, foi uma tristeza imensa. Aquela bandeira tem uma questão sentimental envolvida. Minha esposa tentou me acalmar, ela foi muito importante", recordou ele ao UOL Esporte.

Não bastasse o drama pessoal, o Flamengo terminou a etapa inicial perdendo por 1 a 0. No intervalo, as filhas viram o estado de ânimo do pai e entraram em ação. Foram até o portão, conversaram com os seguranças, resgataram a bandeira e fizeram Noval recobrar o ânimo para o jogo. Com o objeto em mãos, viu o segundo tempo e festejou a virada.

Tão logo o jogo acabou, o rubro-negro se enrolou na bandeira e rumou para dentro do campo. Com a dívida paga com o pai, celebrou no gramado e se reconciliou com o próprio passado.

"Eu falava com ele sobre uma outra final da Libertadores, mas ele nos deixou em 2015. Foi uma sensação indescritível, após anos de trabalho no clube. Serei eternamente grato ao que elas [filhas e esposa] fizeram", completou ele.



Com o Flamengo classificado para o Mundial de Clubes, a bandeira da sorte passará por Doha (Qatar), local da competição. Com o amuleto da sorte em mãos, o dirigente não quer mais saber de tanta tensão. Ao menos fora de campo.

Flamengo, Carlos Noval, Gerente, Transição, Futebol, Rubro-Negro, Recupera, Bandeira, Pai, Final, Mengão

726 visitas - Fonte: UOL






LEIA TAMBÉM: Flamengo quer contratar destaque do Náutico de apenas 18 anos


LEIA TAMBÉM: Fiorentina não tem intenção de negociar Pedro com o Flamengo, diz jornal


Instale o app do Flamengo para Android, receba notícias e converse com outros flamenguistas no Fórum!

Mais notícias do Flamengo

Notícias de contratações do Flamengo
Notícias mais lidas

Comentários do Facebook -




Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.
Casa da apostas online Betway

Últimas notícias do Mengão

Próximo Jogo - Brasileiro

Domingo - 16:00 - Vila Belmiro - Premiere
Santos
Flamengo

Último jogo - Brasileiro

Quinta - 20:00 - Maracanã
Flamengo
6 1
Avaí